16/01/2015

Minhas cachorras: Mel e Minhoca


Uma bela madrugada no carnaval de 2011, estávamos eu e o Respectivo caminhando pela cidade pra matar o tédio, e já no caminho de casa, passa um cara de bicicleta com uma criatura peludinha minúscula na mão. "Olha isso!", logo gritei. E na hora a criaturinha olhou de volta pra mim e sorriu. Cinco minutos e 20 reais depois, tínhamos uma cachorra em casa. E foi assim que adotamos (ou compramos) a Mel. O cara da bicicleta provavelmente estava precisando de grana pra continuar bebendo, afinal era carnaval e ele estava pra lá de bagdá. Disse que trocava a cachorra por uma galinha caipira - como se as pessoas andassem a pé na rua de madrugada com uma galinha caipira debaixo dos braços. Demos então para ele o que supostamente custa uma galinha caipira, e sou feliz desde então.


E então, em maio do ano passado surgiu uma filhotinha que era um clone da Mel e não deu pra deixar passar. Apesar da loucura de viver em apartamento com uma cachorra de médio porte, a gente acabou deixando o coração falar mais alto e trouxe a criaturinha pra casa.






Quem é quem: a Mel tem as duas orelhas completamente marrons, e a Minhoca tem a orelha esquerda cheia de pintinhas e uma bolinha marrom na testa. A Mel é mais magrinha e a Minhoca é gorducha. O rabo da Mel é pra baixo e o rabo da Minhoca é pra cima como o de todo cachorro serelepe. :}



Hoje em dia tudo é dividido - atenção, carinho, comidinha, brincadeiras. E quando não divide elas acabam se estranhando. Ainda estamos tentando aprender a conviver com as duas, e o aprendizado maior está sendo delas mesmas, principalmente pra Mel que até então era filha única - e das mimadas. Aos poucos a gente vai se encontrando.

Sigam elas no instagram: @mel.and.minhoca

Até a próxima!

8 comentários:

  1. É muito amor! ♡
    Tão bom ver que ainda tem pessoas de bom coração no mundo. Elas são lindas demais! Parabéns por todo esse carinho. =)
    Beijos

    www.camilecarvalho.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Anna, adorei esse seu novo blog. Ta lindo. E que lindo saber dessa história, que bom ter pessoas que se importam com os animais. É lindo e super gratificante o amor que eles tem por nós. E suas cachorrinhas são lindas demais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kely! Obrigada! A gente tá tendo vários problemas com as dogs por conta de agressões, o clima tá tenso entre elas e, consequentemente, com a gente, mas não vamos desistir!

      Beijos!

      Excluir
    2. Eu vi mesmo suas postagens no instagram :( uma pena, mas não desista mesmo não, vocês vão conseguir. Eu tive um problema semelhante com meus gatos, quando eu adotei a Veneza, minha gatinha mais nova, meu gato Carlitos, ficou super enciumado, eles tiveram umas brigas terríveis no começo, tive que colocá-los em quartos separados e tudo também, mas com algumas semanas eles passaram a se dar "bem". No entanto, até hoje de vez em quando eles brigam, nada muito feio sabe, mas ainda assim umas briguinhas chatas, mas isso acontece porque o Carlitos é o gato mais ciumento do mundo! A sorte é que a Veneza é super tranquila hahah

      Excluir
    3. É muito bom ouvir esses comentários encorajadores porque na minha família eu só ouço "elas nunca mais vão se dar bem de novo e você vai ter que dar uma delas". Ontem passei a tarde inteira chorando por causa disso. É bom ver esse tipo de exemplo porque me encoraja a não desistir delas!

      Tomara que um dia elas se deem bem de novo também!

      Beijos!

      Excluir
  3. Que gracinhas *--*
    Suas fotos são ótimas!

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As modelos ajudam as fotos a ficarem ótimas! hahaha
      Beijos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...